Entrevista especial com o especialista Marcos Tadeu

“Você sabe qual foi o maior fenômeno do setor de academias, durante a pandemia?” Com essa pergunta, Marcos Tadeu, diretor executivo da Associação Brasileira de Personal Trainers e da diretor da Alliance Fitness, com mais de trinta anos de experiência, abre o vídeo que gravou essa semana sobre o mercado.

Leia a entrevista concedida à ACAD Brasil e assista o vídeo! https://youtu.be/qH8KG-OFs1g

Qual a importância de uma associação como a ACAD?

A importância é total. Em qualquer atividade é importante ter uma associação patronal que vai agregar conhecimento, ideias e divergências para transformar tudo em força para aquele setor, perante a sociedade e os órgãos públicos. Nos Estados Unidos, a IHRSA já existe há anos, mas durante a pandemia foram criadas associações regionais que tiveram muita força durante todo o processo de lockdown e agora se uniram ainda mais para buscar auxílio do governo americano, já que as academias foram extremamente atingidas. Aqui no Brasil, a ACAD tem essa regionalização e está presente em todo o país por meio de empresários regionais, em várias cidades, de diferentes estados. Mas essa força ainda precisa ser multiplicada pela adesão de mais academias. O ideal é que a gente tenha pelo menos 50% do mercado nacional de fitness apoiando, financeiramente, a Associação. Precisamos fortalecer o setor e isso depende de termos voz, que tem que ser coletiva para ser ouvida.

O que cada empresário pode fazer em tempos tão adversos?

Se você conseguiu manter o seu negócio, se a sua academia não fechou, saiba que o pior já passou. Não se deixe esmorecer, pois nós estamos a 120 dias de chegar numa situação muito mais confortável. O mercado internacional nos mostra que, nesse momento de retomada, as academias já começaram a bombar. Nós vamos receber muitos clientes novamente. Agora é hora de se manter firme, manter a condução do seu negócio na ponta do lápis, olhando todos os aspectos diariamente, pensando nos clientes que vêm por aí e no que você vai entregar para eles. Também não deixe de se associar, porque juntos somos mais fortes e vamos ter que trabalhar mais do que nunca, para chegar a 2022 sorrindo novamente.

Quais são as lutas e os desafios na fase de pós-reabertura?

Durante a pandemia, que ainda se faz presente, o trabalho da ACAD Brasil e de seus líderes regionais foi incansável e o apoio dos empresários, em todo o país, se mostrou fundamental para o enfrentamento do cenário nada favorável. Essa luta precisa ser mantida, na verdade, ser ampliada, com mais adesões, para que todos os municípios reconheçam a essencialidade do setor e que possamos estar ainda mais fortes para enfrentar os novos desafios. Devemos mostrar para a sociedade e para as autoridades públicas que nós somos parte integrante da economia do país, cada vez mais forte, e que está contribuindo e muito para a saúde preventiva da população.

A boa notícia é que em outros países e, também, no Brasil, com a retomada das atividades do setor, pessoas que não treinavam estão procurando as academias. Toda a mídia em torno da importância da prática da atividade física para prevenção de doenças, aumento da imunidade e melhor enfrentamento dos efeitos do coronavírus fez com que pessoas que antes eram sedentárias passassem a treinar. É preciso olhar para esse novo cliente e ver do que ele precisa e como podemos atendê-los, para que finalmente possamos sair da média de 4% de penetração no mercado nacional. Essa é, sem dúvida, uma grande oportunidade.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Sem comentário ainda, deixe o seu abaixo!


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat