Entrevista especial com o prefeito Felicio Ramuth

Lockdown em São José dos Campos: academias abertas sem restrições de horários

Nesta segunda-feira, dia 31 de maio, o prefeito de São José dos Campos, Felicio Ramuth, anunciou novas medidas de restrição para contenção da pandemia da Covid-19, que vão valer a partir do feriado de Corpus Christi, de 3 a 6 de junho. Entre as regras estão o fechamento de comércios com mais de 250 metros quadrados, incluindo supermercados; a proibição de celebrações religiosas; e a redução de horários para shoppings e restaurantes. A boa notícia é que as academias poderão funcionar, sem restrições.

Confira, a seguir, a entrevista concedida à equipe da ACAD Brasil.

Qual é o objetivo do esquema de rodízio de quem abre e quem fecha?  

O objetivo das novas regras em São José dos Campos é diminuir as possibilidades de aglomeração, aumentando o isolamento social. Para isso, estabelecemos um novo decreto, com regramento diferente daqueles que vigoraram durante toda a pandemia. Foram 15 meses que serviram para que pudéssemos verificar acertos e erros, e ter a disposição e a coragem de inovar.

Shoppings, grandes redes de materiais de construção e lojas de departamentos costumam ser opções de lazer em cidades do interior, principalmente durante os feriados, atraindo muitas pessoas de cidades vizinhas. Por essa razão, decidimos fechar esses estabelecimentos, que durante os últimos 15 meses foram os menos afetados, do ponto de vista comercial e financeiro. Academias, barbearias, salões de cabelereiros e lojas de até 250m estão autorizadas a funcionar, nesse lockdown do feriado prolongado. Assim, os pequenos comércios e alguns setores mais afetados não pagam a conta sozinhos.

Manter as academias abertas sem restrições é entender que elas são essenciais?

Sim. Entendemos que a prática de atividade física é essencial, principalmente nesse momento. Nesse sentido, também mantivemos nossos parques municipais abertos, durante a pandemia, ainda que o Plano São Paulo previsse o fechamento dos espaços estaduais, por considerarmos que o exercício é muito importante para a saúde da população. As academias que seguem os protocolos também têm pouca probabilidade de contaminação, sendo locais seguros. Essa medida vai ao encontro de estudos e pesquisas que comprovam que a atividade física aumenta a capacidade imunológica e pode contribuir para a prevenção de doenças.

Esse modelo pode servir de inspiração para outros municípios?

Sim. Esse modelo inovador também tem um forte objetivo educativo frente ao cenário de aumento de índice de pessoas contaminadas e internadas. Entre os internados aqui no município, 68% têm menos de 60 anos, um novo perfil que demostra não só a eficiência da vacina, mas também um relaxamento das pessoas que não são idosas. Assim, criar essas medidas é importante tanto do ponto de vista de reforçar o isolamento, como do ponto de vista educativo, para as pessoas não se esqueçam de que ainda estamos vivendo em um grave momento. O rodízio é uma forma justa de todos – pequenos e grandes comerciantes – contribuírem para o enfrentamento da pandemia. Cada um deve fazer a sua parte.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Sem comentário ainda, deixe o seu abaixo!


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat