ACAD se reúne com governo de São Paulo e pede academias abertas

A ACAD entende que os números de contaminação ainda são preocupantes, o que tem levado governos a tomarem novamente decisões de fechamento de atividades. Ainda assim, a Associação defende que as academias, um dos setores mais afetados economicamente desde o início da pandemia, precisam ser reconhecidas em sua mais significativa função: promotoras de saúde!

A ACAD acredita que o melhor caminho é sempre o diálogo! Ontem, dia 04/03, Ailton Mendes, presidente da Associação, junto com o CREF4/SP, foi novamente recebido pela secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Patrícia Ellen da Silva e entregou a ela um documento pautado em dados científicos e em direitos constitucionais que corroboram com a reivindicação de que as academias e profissionais de Educação Física legalmente têm o direto de serem reconhecidos como “atividade essencial”. Uma nova reunião entre a secretaria e a Associação já está agendada para a próxima semana.

O setor de academias não é um setor de lazer, mas sim de saúde e por isso deve ser visto como prioritário. Assim, a Associação tem buscado incessantemente que o setor de academias possa permanecer com suas atividades plenas, em apoio ao enfrentamento da pandemia, reforçando a importância da prática da atividade física para a saúde física e mental da população.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

1 Comentário

  1. Eu apoio a abertura das academias


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat