Por que seguir os protocolos de segurança contra o coronavírus é imprescindível para a sua academia?

Investir em medidas de prevenção contra Covid-19 se torna essencial para que os treinos sejam realizados de forma efetiva.

Protocolos de segurança contra o coronavírus continuam sendo pauta dentre todos os estabelecimentos mundiais, inclusive nos fitness.

Isso porque esse é um assunto que está longe de acabar, visto que a pandemia continua presente no dia a dia, fazendo com que a rotina mantenha uma adaptação que precisa ser seguida à risca. 

Pouco a pouco estamos voltando com os afazeres, além de um cotidiano que ainda não se aproxima do que vivíamos antes, mas que pode ser considerado como bem melhor do que em tempos de lockdown

Como em todos os empreendimentos, seguir os protocolos de biossegurança nas academias é obrigatório para garantir a saúde de alunos e funcionários, bem como para manter as conquistas que tivemos até agora, como o reconhecimento das atividades como  essenciais em alguns locais, por exemplo.

Sendo assim, esse valor pode ser mostrado através de atitudes, onde a preocupação inerente é com o restabelecimento do que estamos buscando desde o começo da pandemia: a volta das atividades dentro das possibilidades do “novo normal”.

Protocolos de segurança contra o coronavírus garantem o retorno seguro das atividades

Como você já deve ter visto em notícias e outros conteúdos publicados no blog, os exercícios físicos são fundamentais para sair do sedentarismo, ajudar com doenças crônicas, evitar comorbidades (principalmente as associadas à obesidade), além de  garantir diversos benefícios para a saúde mental e para o bem-estar dos praticantes.

De acordo com o site Medrxiv, responsável por relatórios preliminares de trabalho, através de um estudo extra no Brasil, a atividade física diminui a prevalência de hospitalização associada à Covid-19.

Porém, vale um alerta: os estudos do site citado não podem ser utilizados para a prática clínica ou para direcionar comportamentos ligados à saúde, visto que não são revisados por pares.

Trouxemos a informação por acharmos relevante para o momento que estamos vivendo, onde vários outros estudos nos falam de forma positiva sobre como a prática constante de atividades pode ser fator decisivo para pacientes acometidos pelo coronavírus

Toda essa questão envolve o retorno seguro à rotina de treinos, como falamos anteriormente e, para que isso seja possível, os protocolos devem ser seguidos de maneira completa e sem “afrouxar” nem um detalhe. 

Através de toda a nossa comunicação, você já deve saber quais passos seguir, mas é sempre bom reforçar informações importantes:

  • Faça um planejamento de horários para atendimento ao público;
  • Dê preferência para aulas agendadas previamente;
  • Controle o fluxo de alunos não só dentro da academia, mas também na fila de espera;
  • Meça a temperatura na porta de entrada;
  • Mantenha o distanciamento social orientado pelas entidades responsáveis;
  • Limite a entrada simultânea de clientes de acordo com os protocolos da sua região;
  • Trabalhe com a renovação de ar do estabelecimento (já existem maquinários específicos para isso) ou tente deixar os ambientes mais arejados, se possível, com as janelas abertas;
  • A máscara continua sendo obrigatória. Vale também alertar os alunos para a utilização dos equipamentos de proteção mais seguros, como a N95 e a PFF2;
  • Disponibilize álcool em gel por toda a sua academia, além de um kit de limpeza para que os alunos possam fazer a higienização dos aparelhos antes e depois da utilização;
  • Mantenha o ambiente limpo, com higienização completa realizada. Faça treinamentos com a equipe de limpeza responsável para que os procedimentos sejam seguidos à risca;
  • Utilize as placas de sinalização que disponibilizamos no site da ACAD.

Caso ainda não tenha lido a cartilha sobre a importância da segurança das academias no combate à Covid, essa é uma boa hora para colocar o seu conhecimento em dia!

Por que podemos dizer que as academias ganham seguindo os protocolos?

Uma coisa é certa: as academias são seguras!

Mas somente serão seguras, e vistas como tal, se seguirem todas as orientações conforme descrevemos acima. 

Depois de tantos meses fechadas, lutando pela essencialidade do segmento, algumas regiões obtiveram rápido sucesso, enquanto outras nem tanto. Isso fez com que muitas fechassem as portas, reabrindo com o faturamento zerado ou até mesmo negativo. 

Antes, sempre vistas como locais de saúde e bem-estar para a população, passaram a ser temidas pela proximidade dos alunos e possíveis contaminações. É o que precisa ser mudado!

Uma das grandes conquistas neste período de crise foi transformar o segmento em algo que vai além da estética, pois agora estamos falando ainda mais em saúde e em como as práticas de treinos diários podem fazer com que seja possível evitar complicações, principalmente no que diz respeito ao coronavírus

É necessário encarar o novo cenário como um grande desafio, pois as academias precisam reconquistar muitos dos seus alunos. Mas de que forma?

Com o fechamento das unidades, os treinos on-line passaram a ser fundamentais para manter a interação e a comunicação entre estabelecimento, profissionais e alunos. 

Mas agora eles precisam passar para coadjuvantes, agregando valor aos exercícios realizados de forma presencial, para que o fluxo de pessoas volte a fazer parte do dia a dia das academias. 

Para que isso seja possível, é necessário que os locais ofereçam a segurança que todos procuram, através dos protocolos de biossegurança, bem como do compartilhamento de informações relevantes e de fontes confiáveis.

Aliando tudo isso é possível trazer de volta os alunos perdidos durante o lockdown e ainda atrair novos interessados. 

Com isso, as receitas podem voltar a fazer parte da sua gestão, aumentando as chances de equilíbrio financeiro. Não devemos ser pessimistas, mas também é preciso pensar em novas possibilidades negativas, visto que a pandemia é uma coisa ainda incerta, principalmente em Estados que não tiveram a essencialidade decretada.

Faça um planejamento estratégico visando possíveis novos fechamentos, isso auxilia na hora de uma surpresa desagradável. 

Muito além da estética, exercícios são fundamentais para a saúde!

Na edição 92 da Revista da ACAD, alguns números mostram o quanto os exercícios físicos são fundamentais para garantir a melhoria do sistema imunológico e a diminuição da incidência de comorbidades.

Inclusive, essas práticas podem reduzir o número de hospitalização pela Covid-19 em até 34%, segundo dados da FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.

Segundo o Dr. Fernando Gomes, neurocirurgião e neurocientista do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, “A atividade física regular inegavelmente traz saúde para o corpo, além de aumentar os benefícios relacionados aos sistemas cardiovascular, imunológico e à saúde mental.”

Alguns pesquisadores da Universidade Federal do Ceará, da Universidade Federal da Paraíba, do Centro Universitário de João Pessoa e da Universidade Estadual Vale do Acaraú, se uniram para a realização de um estudo comparativo transversal voltado aos benefícios das atividades realizadas em casa durante o lockdown.

Esse estudo foi capaz de mostrar os impactos inerentes na qualidade de vida, bem como na saúde mental de pessoas adultas. 

Divulgado na Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde – RBAFS, mostrou que “adultos que se exercitaram em casa durante a pandemia da Covid-19 apresentaram melhor qualidade de vida, qualidade subjetiva de sono e níveis reduzidos de ansiedade, depressão e estresse do que aqueles fisicamente inativos”.

 Em contrapartida, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças – CDC, apenas metade dos adultos praticam atividade física, sendo que a pandemia fez com que essa taxa, já baixa antes, caísse 20% em todo o Brasil, devido ao medo de sair de casa e de frequentar ambientes fechados.

A pandemia acabou fazendo com que a ciência ganhasse os holofotes, mostrando o quanto é seguro e eficaz confiar nos seus dados quando o assunto é saúde principalmente. 

 Ou seja, estudos e pesquisas científicas começaram a mostrar, cada vez mais, que as atividades físicas são eficientes para manter a população afastada de comorbidades e da obesidade, que acarreta em tantos problemas associados.

Abaixo, dados retirados da edição da revista citada anteriormente:

 

Segundo Lori Demmer, Diretor Médico do Hancock Wellness Centers (EUA): “Ter a possibilidade de sair de casa e se exercitar de maneira segura é essencial para as pessoas serem fisicamente independentes, aliviarem o estresse, melhorarem o humor, terem convívio social e, em alguns casos, se manterem sóbrias.”

A saúde financeira das academias também agradece

Agora que sabemos alguns procedimentos e pesquisas realizadas a respeito das atividades físicas durante a pandemia, vamos falar um pouco sobre o retorno das suas finanças como sendo positivas. 

Sabemos que foi um período muito difícil para a maioria dos gestores, mas agora que estamos retomando as atividades os espaços fitness poderão se tornar ainda mais valiosos. 

Mas por que estamos falando disso? Depois de lermos este post, é possível perceber que as academias subiram de nível, pois a saúde está ganhando cada vez mais destaque.

Isso sem contar que tantos estudos e notícias a favor do setor estão fazendo com que a percepção das pessoas sobre uma rotina de atividades físicas mude para melhor. 

Agora, é possível contar com um número muito maior de conteúdos a serem compartilhados sobre o tema, ampliando a maneira com que a população enxerga o verdadeiro serviço prestado pelas academias. 

Ser fitness está muito além de um corpo sarado, pois discussões sobre o sedentarismo foram amplamente discutidas como sendo uma das coisas mais prejudiciais à saúde, o que afeta positivamente o que se pensa sobre o segmento. 

É preciso um alinhamento de expectativas para oferecer os serviços buscados agora, que podem ser até mesmo diferentes dos oferecidos anteriormente, com foco em condicionamento físico, por exemplo. 

Outra coisa interessante é a possibilidade de incrementar os treinamentos com aulas on-line como complemento das presenciais, exercícios de calistenia e até mesmo fornecer parcerias com outros profissionais, como nutricionistas, por exemplo.  

Tudo isso aliado aos protocolos de biossegurança fará com que novas oportunidades apareçam, seja resgatando antigos alunos ou até mesmo conquistando novos.

Até porque, a presença dos alunos no ambiente físico também carrega a importância de se ter um profissional de educação física utilizando a estrutura adequada para chegar aos resultados previamente definidos com o praticante. Isso promove também os seguintes benefícios:

  • Aumento da motivação do aluno através de uma participação ativa;
  • Realização de treinos personalizados de acordo com o biotipo de cada um e metas alcançáveis; 
  • Redução de riscos de lesões;
  • Melhoria na percepção dos resultados;
  • Interação social com outros alunos.

Agora que você já sabe que seguir os protocolos de segurança contra o coronavírus é imprescindível para a sua academia, o que acha de se associar à ACAD e ter mais confiança nas tomadas de decisão para a garantia do seu negócio?

 A entidade promove e oferece espaços democráticos para trocas de conhecimentos e experiências entre seus associados, fornece orientações e atendimentos jurídicos para dar mais segurança aos clientes, dentre outros benefícios.

Conheça alguns dos líderes regionais para saber mais sobre o trabalho desempenhado e como eles também podem auxiliar durante o retorno de atividades, bem como em todos os outros períodos. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Sem comentário ainda, deixe o seu abaixo!


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat